As chances de insatisfação com os resultados de uma cirurgia plástica aumentam consideravelmente à medida que o paciente não dá a importância necessária à escolha do cirurgião responsável. Isso porque, quando o profissional não é qualificado e não tem experiência na área, o risco de erro médico é muito maior.

O que muita gente não sabe, é que os médicos precisam ter especialização para realizar cirurgias plásticas! Se você está prestes esse tipo de procedimento estético,  anote alguns cuidados essenciais à  sua segurança como paciente.


Porque os médicos precisam ter especialização para realizar cirurgias plásticas? 


Quando terminam a faculdade de Medicina, realizam dois anos de residência médica em cirurgia geral. Depois, vem a residência médica em cirurgia plástica, mais três anos de estudo. Daí o próximo passo é ser aprovado nas provas, escrita e oral, aplicadas pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e pela Associação Médica Brasileira. Só então estão de fato aptos, e são especialistas em cirurgia plástica.

Esse deve ser o passo-a-passo para formação do seu cirurgião plástico! Somente assim, ele estará realmente preparado. A certificação da SBCP significa que o profissional teve acesso à formação rigorosa, está habilitado a realizar todo tipo de cirurgia plástica, trabalha submetido a um código de ética e realiza as cirurgias somente em instalações bem equipadas e com equipe treinada.


Pedir indicações deve ser o próximo passo!

Observado que os médicos precisam ter especialização para realizar cirurgias plásticas,  o primeiro passo é pedir indicações,  é por onde se deve começar. “Quando a pessoa interessada em realizar uma cirurgia plástica não conhece nenhum médico da área, o ideal é que ela pergunte a amigos, familiares e conhecidos que já passaram por um procedimento desse tipo sobre a experiência com o cirurgião que escolheram, se o recomendariam e por quê”, orienta o cirurgião plástico Evandro Parente (CRM/SC 8130 | RQE 2674) na reportagem do site Terra

Em segundo lugar, antes de agendar uma consulta, é preciso lembrar que “Médicos precisam ter especialização para realizar cirurgias plásticas” e certificar-se de que o médico que tem interesse é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). A Sociedade é a responsável pela formação dos médicos cirurgiões plásticos de todo o país.

Para saber se o cirurgião escolhido possui essa certificação, basta consultar o site da SBCP .

Verificar se o médico possui registro no Conselho Federal de Medicina (CFM) também é uma medida de segurança para o paciente.


Dicas extras essenciais à segurança do paciente:

Observado isso, e importante o paciente observar:

Se o lugar onde o procedimento será realizado possui alvará da Vigilância Sanitária;

O que é preciso fazer para obter os melhores resultados;

 Onde e como será realizada a cirurgia;

Qual é o tempo de recuperação e que tipo de ajuda será necessária durante o pós-operatório;

 Quais são os riscos e complicações associados ao procedimento;

Como são tratadas as complicações.

É responsabilidade do médico passar todas as informações necessárias ao paciente e é dever do paciente responder sinceramente a tudo que for perguntado sobre sua saúde, desejos e estilo de vida. A relação deve ser de confiança mútua, pois disso também depende o bom resultado da cirurgia.


Além disso, se você ainda tiver alguma dúvida, pode ainda, procurar um advogado especialista nessa área. Por conta da vivência no meio e acesso a diversos processos judiciais, ele pode auxiliar e identificar algum tipo de processo judicial que o médico possa ter sido condenado ou esteja respondendo.

Se você quer saber mais sobre o mundo do direito e da estética, saúde e beleza, se inscreva no canal do youtube, clicando aqui!

Se tiver alguma dúvida, aproveite o espaço abaixo e deixe o seu comentário!

E claro, não se esqueça de compartilhar essas dicas com aquela sua amiga que está prestes a fazer uma cirurgia plástica.

Até mais!

Author

Write A Comment

Como posso ajudar?Contato com a Advogada
+