Tag

cirurgia plastica para ficar bem na selfie

Browsing

Jovens buscam cirurgia plástica para ficar bem na selfie. Clique e entenda!

Aplicativos como o Snapchat ficaram mundialmente famosos com seus filtros artificiais em selfies que podem transformar uma foto, não só divertindo com orelhas de cachorro ou coroas de princesa, mas também mudando a própria aparência do usuário. Agora, com novos recursos e copiada por apps como Facebook e Instagram, pesquisadores vêm descobrindo consequências psicológicas preocupantes sobre os jovens.

Cirurgia plástica para ficar bem na ‘selfie’:
Dismorfia do Snapchat

Jovens buscam cirurgia plástica para ficar bem na selfie. Um grupo de estudiosos da Universidade de Boston publicou uma pesquisa (clique aqui para acessar), segundo a qual  cirurgiões plásticos vêm recebendo cada vez mais pedidos de jovens para procedimentos que os deixem parecidos com suas selfies “turbinadas” preferidas — seja com lábios inflados, olhos mais expressivos ou um nariz mais fino, por exemplo.

Na análise, que foi divulgada em uma publicação acadêmica sobre cirurgias plásticas, o comportamento foi chamado de “Dismorfia do Snapchat”, em “homenagem” ao primeiro app que lançou os filtros para as fotos de rosto.

Segundo a reportagem jornal Época,

“Trata-se de uma tendência alarmante, porque essas selfies com filtros frequentemente apresentam uma aparência inatingível, e estão apagando a linha entre realidade e fantasia desses pacientes”, escrevem os pesquisadores.

E conforme geram essas distorções, afirmam, as fotos acabam alimentando um sentimento de insatisfação com a própria imagem fora da tela dos smartphones.

Mais pesquisas corroboram o que afirmam os estudiosos de Boston: de acordo com a Academia Americana de Cirurgia Facial Plástica e Reconstrutiva, neste ano, 55% dos cirurgiões afirmam já ter atendido pacientes que solicitaram procedimentos para melhorar sua aparência em selfies. No ano passado, o percentual era de 42%.

O desejo de assumir uma aparência criada artificialmente, dizem os pesquisadores, contribui para aumentar o nível de ansiedade entre as pessoas — o que, por si só, já pode ser considerado um transtorno psicológico. As selfies assumem, assim, o lugar das celebridades e da indústria de entretenimento na criação de padrões de beleza desejados pelo grande público.

“Atores, atrizes e modelos foram feitos para parecerem perfeitos em revistas e anúncios, mas o público não tem acesso facilmente aos métodos pelos quais eles mudam sua aparência. Hoje, como aplicativos como Snapchat e Facetune, o mesmo nível de perfeição está disponível para todos. Já não são mais apenas celebridades propagandeando padrões de beleza: são também colegas de classe, de trabalho e amigos.”

O perfil dos jovens brasileiros

Os jovens brasileiros são os que mais procuram por procedimentos estéticos. O Brasil ultrapassou os Estados Unidos neste quesito, mesmo com o país norte-americano registrando praticamente o dobro da população, de acordo com as estatísticas da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Nos Estados Unidos, 4% dos pacientes que se submetem à cirurgia estética são adolescentes. Só em 2017 foram realizadas cerca de 66 mil cirurgias estéticas; no Brasil, este número já chegou a 90 mil, o que faz com que o País lidere o ranking desse tipo de cirurgia.

Como falamos, os jovens de hoje são muito conectados à internet e estão expostos diariamente a chamada ditadura da beleza, o que gera a tendência de cirurgia plástica para ficar bem na selfie.  Isso gera nos jovens o desejo de ter um corpo mais bonito, um corpo perfeito e é aí que surge a ideia de procurar à cirurgia plástica.

Outro fator que os fazem procurar, juntamente com seus pais, os consultórios médicos são os bullings sofridos. Esse fator leva jovens e adolescentes a realizarem a primeira cirurgia cada vez mais cedo! Vale sempre a atenção, cuidado e acompanhamento psicológico!

Ranking de cirurgias plásticas mais procuradas:

  •  Correção do nariz;
  • Orelha;
  •  Redução e aumento dos seios.

O resultado não foi o esperado.
Acho que fui vítima de erro médico. O que fazer?

Também nos casos de cirurgias plásticas em jovens, é sempre recomendável que pacientes que acreditam terem sido vítimas de erro médico consultem a opinião de outro especialista médico para avaliar a conduta do profissional responsável pelo procedimento.

Para subsidiar o médico que irá analisar o caso, o paciente deverá reunir o máximo de documentos possíveis, tanto anteriores quanto posteriores ao tratamento, sendo essenciais os laudos de exames realizados e o prontuário médico.

Além disso, a paciente deve procurar um advogado especializado em erro médico, que analisará seus documentos, o caso em particular e orientará sobre os seus direitos e próximos passos  a fim de  ajuizar a ação contra o médico e/ou contra outras partes envolvidas, tais como o Distrito Federal, Estado ou União, quando o tratamento tiver sido realizado através do Sistema Único de Saúde (SUS).

Podendo, ainda, responsabilizar o Hospital, a clínica e até mesmo a operadora de plano de saúde, quando se tratar de cirurgia particular. Cada caso deve ser analisado individualmente pelo advogado de confiança do paciente.

Na ação, caberá pedido de indenização por danos materiais, morais, lucros cessantes (que são valores que a paciente deixou de receber em razão da incapacidade proporcionada pelo erro médico) e pedido de pensão, quando tiver havido o óbito do paciente e ficar demonstrado que este era o provedor da família.

Foi vítima de erro médico? Você pode procurar por seus direitos!
Esse artigo sobre o aumento de cirurgia plástica para ficar bem na selfie foi útil pra você? Ficou com alguma dúvida?

Aproveite o seu espaço logo abaixo e deixe o seu comentário! 😉

Grande abraço,

Advogada Rita Soares
[email protected]

Como posso ajudar?Contato com a Advogada
+