Em publicação feita no Diário Oficial da União (DOU), na segunda, dia 21 de maio, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu dois produtos cosméticos usados na pele e no cabelo, que apresentaram problemas na fórmula. Fique atenta e divulgue essa informação com mais mulheres!

Anvisa suspende dois cosméticos:

Um deles é o Agerivka Rivka, que apresentou composição diferente da que foi notificada para a agência e o outro, o In Gel Maxx Forever Liss Professional, que foi reprovado por conter formol nos dois lotes avaliados pela Anvisa.

Segundo a Vigilância Sanitária, o cosmético Agerivka Rivka, fabricado pela empresa Hadassah Cosméticos Ltda., apresentou fórmula distinta da notificada à Anvisa por meio de formulário eletrônico. O produto é comercializado como auxiliar na prevenção de feridas e ulcerações na pele, supostamente mantendo a integridade do órgão.

Anvisa suspende Agerivka Rivka

 

 

 

 

 

 

 

 

“Com a decisão fica suspensa a fabricação, a comercialização e o uso do produto”, informa a Anvisa.

Também foram suspensos os lotes 161130013 e 170217006 do produto In Gel Maxx Forever Liss, fabricado pela empresa ITC Cosméticos Ltda. O produto usados nos cabelos foi reprovado no ensaio de pesquisa de formol feito pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) de Pernambuco. Com isso, a Anvisa determinou a suspensão da distribuição, comercialização e o uso desses lotes.

anvisa suspende In Gel Maxx Forever Liss
anvisa suspende In Gel Maxx Forever Liss

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O que acontece quando a anvisa suspende produtos de beleza?

Após a informação da suspensão desses dois cosméticos, muita gente deve se perguntar “O que acontece quando a Anvisa suspende um medicamento? De quem é a responsabilidade de recolher os produtos? O que o consumidor deve fazer? Listamos as orientações da agência reguladora sobre as responsabilidades e os procedimentos de cada um dos envolvidos no processo. Confira:

1) Suspensão: A suspensão de um ou de todos os lotes de determinado produto tem validade imediata após divulgação da medida no Diário Oficial.

2)  Retirada do mercado: O recolhimento (retirada do mercado) é de responsabilidade do fabricante.

3) Como agir: O usuário que já tiver adquirido algum produto dos lotes suspensos (o número do lote é impresso na embalagem) deve interromper o uso imediatamente. No caso de tratamentos que não podem ser interrompidos, o usuário deve procurar o médico para receber orientações.

4) Onde se informar: Para outras informações, entrar em contato com o serviço de atendimento ao consumidor do fabricante. O usuário também pode entrar em contato com a Anvisa, pelo telefone 0800 642 9782 ou pelo email ouvidoria@anvisa.gov.br. Tambem pode procurar a vigilância sanitária de seu estado ou município.

Além desses dois produtos, em março deste ano, a Anvisa também suspendeu o uso de mais cinco produtos. Clique aqui e confira quais são eles.

Fique atenta ao uso dos produtos de beleza e evite complicações de saúde!

Se esse texto foi útil para você, não deixe de escrever o seu comentário e ainda, encaminhar para outras mulheres para alertá-las do uso desses cosméticos.

Conte comigo!
Abraços,

Advogada Rita Soares
Em defesa da saúde e autoestima do paciente
contato@ritasoares.adv.br

Share.

Deixe um comentário

× Whatsapp do Escritório Rita Soares