Casos envolvendo erros médicos têm atingido altos índices de denúncia na justiça e em Conselhos de medicina. Em 15 anos, o número de casos confirmados de erro médico cresceu 977,7% apenas no DF.  Mas como saber o que é erro médico? Hoje, falaremos de um complicador comum: NECROSE! Toda necrose é erro médico? 

Necrose é erro médico?
Em busca de informação:

Apesar dos números pavorosos, um dos fatores que justificam essa crescente, é que a população está cada vez mais informada e tomam as devidas providencias em busca dos seus direitos – inclusive, esse é o objetivo principal desse blog, do canal no Youtube e redes sociais da Advogada Rita Soares 😉

Uma pesquisa realizada pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (Iess) apontou que em 2015 as consequências por falhas médicas provocaram mais de 430.000 mortes e uma das áreas médicas com mais denúncias, é a da cirurgia plástica.

Se você acompanha o blog, já deve ter encontrado diversos conteúdos envolvendo procedimentos estéticos. As plásticas se popularizaram tanto que o Brasil já se tornou o País onde mais se realiza esse tipo de procedimento! E como toda cirurgia possui seus riscos, um deles bastante comum em cirurgias plásticas são chamadas necroses! O que é necrose? Necrose é erro médico?

Necrose é erro médico?
O que é necrose?

De uma maneira fácil de entender para o leigo, o que é necrose, trata-se da morte de um tecido ocasionada de maneira geral quando ocorre a falta de circulação sanguínea na região afetada.

O tecido necrosado tem a tendência de expandir, atingindo os tecidos mais próximos. Neste caso há medicações especificas ou até a remoção do tecido necrosado, como a amputação por exemplo.

Dessa forma, é possível dizer que esse processo compreende tanto a morte quanto a degeneração das células de um tecido afetado por determinadas alterações.


Necrose é erro médico?

O que é erro médico?

O erro médico acontece por uma falha no exercício profissional, inclusive já fizemos um texto aqui explicando tudo sobre o que é erro médico, basta clicar aqui.

Mas rapidamente, para te auxiliar a entender se necrose é erro médico, veja que o erro médico pode ser classificado em três categorias:

  1. Negligência: são erros cometidos pela falta de atenção e cuidado com o paciente por meio de um procedimento que o médico deixou de realizar.
  2. Imperícia: quando um médico não é totalmente capacitado para realizar o devido tratamento em que houve o erro.
  3. Imprudência: quando um médico toma uma decisão precipitada de um procedimento que não deveria ser feito, podendo colocar a vida do paciente em perigo.

Afinal, necrose é erro médico?

Após entendermos o significado de necrose na medicina e de erro médico no direito, podemos concluir que necrose por si, não representa um erro médico, pois são inúmeras as possíveis causas, mas pode ser considerado erro médico após uma conduta negligente, imperita ou imprudente do profissional médico. Vejamos:

O Superior Tribunal de Justiça há dois anos, condenou um médico após uma paciente ter necrose em terminações nervosas responsáveis pela sensibilidade e pela dor,  por conta de queimaduras de 2º e 3º graus geradas por um curto circuito no bisturi elétrico no momento da sua cesariana!  Nesse caso, foram fixados os valores de R$90 mil a título de danos morais e estéticos a essa paciente.

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal,  julgou também em 2017, um caso de uma paciente que passou por uma cirurgia plástica e algumas complicações. Clique aqui para ver a decisão completa.

No caso em questão, a paciente realizou uma lipoaspiração de abdome e colocação de próteses mamárias tendo apresentado, nos dias posteriores à intervenção cirúrgica, manchas vermelhas na parte superior do abdome que evoluíram para necrose do  tecido.

Segundo o laudo pericial, embora a autora apresentasse um histórico de boa cicatrização, os hematomas na parte superior do abdome evoluíram para lesões de todas as camadas da pele, razão pela qual reputou o Perito que a cirurgia plástica:

“não alcançou os resultados esperados por deixar cicatrizes onde não havia incisões cirúrgicas”.

Explicou o . Perito que as causas do aparecimento das lesões da autora dizem respeito à “lesão da circulação da pele no local”, possivelmente em razão de uma “lipoaspiração muito superficial”, a configurar erro médico. Abordou que:

 “esta complicação não é comum, mas pode acontecer em casos de lipoaspiração muito superficial” e que poderia ter sido evitada com uma lipoaspiração mais profunda.

Concluiu o  Perito que a paciente, após a realização da cirurgia, foi acometida de uma complicação não muito frequente que é a lesão de vasos que nutrem a pele da região do abdome superior, possivelmente devido a uma lipoaspiração superficial neste local, resultando em necrose da pele com evolução desfavorável, a despeito de todas as tentativas por parte do médico em minimizar o resultado final, provocando cicatrizes indeléveis e de difícil correção.

Nesse caso, o médico foi condenado em indenizar e restituir a paciente no total de R$57800 a título de danos morais, materiais e estéticos.

Dessa forma, quando a dúvida “Necrose é erro médico” surgir, você já pode entender que “depende”. Isso porque, necrosar um tecido não é um erro em si, mas se for decorrente de uma falha de um procedimento médico que poderia ter sido evitado, poderá ser caracterizado erro médico.

Necrose é erro médico? O que fazer ?

Agora que você já sabe que nem todo caso de necrose é erro médico, caso alguma pessoa suspeite de falha no tratamento médico, é preciso seguir os passos abaixo:

  1. Recorrer a um advogado especializado em erro médico ou pela Defensoria Pública: A análise jurídica do advogado responsável irá verificar se o é caso é valido para uma ação judicial.
  2.  Fazer um Boletim de Ocorrência na delegacia da região;
  3.  Denunciar o erro médico no Conselho Regional de Medicina;
  4. Entrar com um processo na Justiça Civil ou realizar um acordo extrajudicial;

Quando o erro médico envolve lesões graves ou morte, o profissional que executou o procedimento pode responder na justiça pelo crime de lesão corporal ou homicídio culposo.

O profissional especializado em Direito Médico também atuamos de forma preventiva e educadora para salvar vidas. É preciso conscientizar as pessoas sobre a importância de procurarem informações sobre o médico e unidade de saúde antes de realizar um tratamento!

É fundamental conhecer a qualidade do serviço prestado, quantidade mortes e erros médicos já cometidos, número de infecções hospitalares, entre outras informações que podem dar uma segurança maior na escolha do profissional e hospital para efetuar um tratamento.

Author

2 Comments

  1. Fiz um procedimento estético como abdominoplastia e lipo, mais minha barriga necrosou. Tive q fazer curativo durante 3 meses r refiz a cirurgia para fechar o buraco que ficou e msm assim não deu certo. Eu posso processar o medico por negligência?

    • Rita Soares Reply

      Prezada Fernanda,

      Obrigada pelo seu comentário. Sinto muito pelo que ocorreu com você.
      Bem, é preciso avaliar algumas particularidades, como a postura do médico após a complicação, prazo que ocorreu os fatos…

      Que tal entrar em contato para uma avaliação individual?

      Estou à disposição no e-mail: [email protected] e Whatsapp: 61 992635705.

      Espero poder ajudá-la!

      Abraços,

Write A Comment

Como posso ajudar?Contato com a Advogada
+